CALP-UCAN LANÇA REVISTA ACADÉMICA “IPSIS VERBIS” ESPECIALIZADA NO ESTUDO DE LÍNGUAS

A Cátedra de Língua Portuguesa (CaLP) da Universidade Católica de Angola (UCAN) lançou no dia 15 de setembro, a sua revista científica denominada “Ipis Verbis”. A cerimónia de apresentação da obra decorreu no Salão Nobre em formato híbrido, tendo sido participada pela Ministra da Educação, Dra. Luísa Grilo, pelo Magno Chanceler e outras individualidades académicas e civis, entre elas, alguns autores da revista, via online.

A cerimónia de abertura foi orientada pela Reitora Interina, Dra. Maria Helena Miguel, que começou destacando o feito da CaLP-UCAN que, em tão pouco tempo (existe há cerca de um ano), dinamiza actividades relevantes no espaço académico como é a produção da revista. Para dirigente académica, o estudo crítico da língua portuguesa no contexto de Angola é de particular interesse, especialmente para explicar os contactos com as línguas bantu, seja na escrita como na oralidade. A docente e investigadora da UCAN entende que este é um factor relevante quando analisada a dimensão social da língua e a perspectiva cultural da comunicação.

A “Ipis Verbis” foi apresentada pelo Director da CaLP-UCAN, Professor Doutor António Costa, que destacou a diversidade de temas, muitos dos quais com utilidade prática nas questões sobre grafia, fonemas e política linguística. O responsável, esclareceu ainda que o produto está disponível em formato inteiramente virtual, com acesso livre, contando com autores angolanos e estrangeiros, alguns dos quais apresentaram os seus trabalhos no primeiro Fórum de Língua Portuguesa que decorreu nos dias 6 e 7 de outubro do ano passado.

O evento foi encerrado pelo Magno Chanceler da Universidade Católica de Angola e patrono da “Ipsis Verbis”, Dom José Manuel Imbamba que reafirmou, de modo particular, o carácter oportuno da revista neste contexto em que parece fomentar uma “cultura adversa a palavra”. Por este facto, elogiou o valor da revista que, como afirmou, ajudará a promover espaços de comunicação, partilha e investigação para o bem comum.

Siga-nos

Estamos nas Redes Sociais. Siga-nos dando um click.

Quem está em linha?

Temos 543 visitantes e sem membros em linha