UNIVERSIDADE CATÓLICA DE ANGOLA APRESENTA PRIMEIROS ENGENHEIROS DE PETRÓLEOS E SOCIOLOGOS, EM CERIMÓNIA QUE CONTOU COM PEDIDO DE CASAMENTO

A Universidade Católica de Angola (UCAN) realizou nesta quarta-feira a sua “Cerimónia de Outorga de Diplomas aos finalistas de 2016”. O acto que decorreu em dois momentos, nomeadamente: missa de acção de graças e bênçãos das faixas, na Igreja Paroquial de São Paulo ( pela manhã)  e acto de entrega de diplomas, no Centro de Conferências de Belas – CCB ( à  tarde). Neste ano,  foram 557 licenciados e 14 bacháreis. Entre os licenciados,  o destaque vai para os primeiros engenheiros de petróleos e os primeiros sociólogos da UCAN.

A festa começou com a celebração eucarística presidida pelo bispo auxiliar de Luanda, Dom Zeferino Zeca Martins e co-colebrada pelo Magno Chanceler da UCAN, Dom José Manuel Imbamba, pelo Magnífico Reitor, Padre Doutor José Vicente Cacuchi, pelo Vice-Reitor para a Investigação e Extensão Universitária, Padre Doutor Jerónimo Cahinga, pelo Capelão da UCAN, Padre Santiago, pelo Pároco do São Paulo e pelo Chefe do Gabinete de Desenvolvimento de Carreiras, Padre Dr. Apolinário Hilemusinda, e continuou no CCB com música pelo cantor e interprete Admilson, dança, muita alegria e até pedido de Casamento.

Na homilia da missa, a mensagem do bispo auxiliar de Luanda foi dirigida aos finalistas, em especial,  e a todos os membros da UCAN em geral, destacando a mensagem litúrgica do dia em que se celebrou a memória de São Joaquim e Santa Ana, pais de Santa Maria, a Mãe de Jesus. Dom Zeca recordou ainda  Santo Agostinho e pediu que a busca incansável pelo saber ajude a alcançar a competência profissional,  que deve ser reconhecida dentro da hierarquia institucional e disciplinar do ensino, mas que não deve nunca servir como forma de inferiorizar as pessoas, pois enquanto filhos de Deus, devemos todos aspirar e praticar a irmandade e aplicar a inteligência na busca desse e outros valores mais humanos.

No seu discurso de abertura, no acto de Outorga de Diplomas, o Magnífico Reitor da UCAN, Padre Doutor José Vicente Cacuchi, pediu aos finalistas que dediquem o seu saber às causas humanas, evitando à batota, o garimpo e a instrumentalização da formação para o simples alcance de um salário condigno ou do meramente material. O sacerdote exortou os recém-licenciados a desafiarem a lógica do consumismo e empenharem-se na busca no bem e na promoção da dignidade da pessoa humana, ajudando assim, Angola e os angolanos, a alcançar um desenvolvimento verdadeiramente sustentável e harmónico.

No ano de 2016, a Faculdade de Economia e Gestão é a que mais licenciados apresentou, mais de 170, a Faculdade de Engenharia fez sair os seus primeiros engenheiros de petróleos, a Faculdade de Ciências Humanas licenciou os primeiros sociólogos e a Faculdade de Teologia, pelo segundo ano consecutivo, fez sair os seus teólogos.

 No CCB estiveram mais de 2 mil pessoas, entre membros do corpo reitoral, representante do Ministro para o Ensino Superior, outros convidados, familiares, professores da UCAN, funcionários administrativos e estudantes.