Latest Articles Module

This module shows a list of the most recently published and current Articles. Some that are shown may have expired even though they are the most recent. Help

Most Read Content

This module shows a list of the currently published Articles which have the highest number of page views. Help

News Flash

Displays a set number of articles from a category based on date or random selection. Help

  • A Universidade Católica de Angola (UCAN) realizou nesta quarta-feira a sua “Cerimónia de Outorga de Diplomas aos finalistas de 2016”. O acto que decorreu em dois momentos, nomeadamente: missa de acção de graças e bênçãos das faixas, na Igreja Paroquial de São Paulo ( pela manhã)  e acto de entrega de diplomas, no Centro de Conferências de Belas – CCB ( à  tarde). Neste ano,  foram 557 licenciados e 14 bacháreis. Entre os licenciados,  o destaque vai para os primeiros engenheiros de petróleos e os primeiros sociólogos da UCAN.

    A festa começou com a celebração eucarística presidida pelo bispo auxiliar de Luanda, Dom Zeferino Zeca Martins e co-colebrada pelo Magno Chanceler da UCAN, Dom José Manuel Imbamba, pelo Magnífico Reitor, Padre Doutor José Vicente Cacuchi, pelo Vice-Reitor para a Investigação e Extensão Universitária, Padre Doutor Jerónimo Cahinga, pelo Capelão da UCAN, Padre Santiago, pelo Pároco do São Paulo e pelo Chefe do Gabinete de Desenvolvimento de Carreiras, Padre Dr. Apolinário Hilemusinda, e continuou no CCB com música pelo cantor e interprete Admilson, dança, muita alegria e até pedido de Casamento.

    Na homilia da missa, a mensagem do bispo auxiliar de Luanda foi dirigida aos finalistas, em especial,  e a todos os membros da UCAN em geral, destacando a mensagem litúrgica do dia em que se celebrou a memória de São Joaquim e Santa Ana, pais de Santa Maria, a Mãe de Jesus. Dom Zeca recordou ainda  Santo Agostinho e pediu que a busca incansável pelo saber ajude a alcançar a competência profissional,  que deve ser reconhecida dentro da hierarquia institucional e disciplinar do ensino, mas que não deve nunca servir como forma de inferiorizar as pessoas, pois enquanto filhos de Deus, devemos todos aspirar e praticar a irmandade e aplicar a inteligência na busca desse e outros valores mais humanos.

    No seu discurso de abertura, no acto de Outorga de Diplomas, o Magnífico Reitor da UCAN, Padre Doutor José Vicente Cacuchi, pediu aos finalistas que dediquem o seu saber às causas humanas, evitando à batota, o garimpo e a instrumentalização da formação para o simples alcance de um salário condigno ou do meramente material. O sacerdote exortou os recém-licenciados a desafiarem a lógica do consumismo e empenharem-se na busca no bem e na promoção da dignidade da pessoa humana, ajudando assim, Angola e os angolanos, a alcançar um desenvolvimento verdadeiramente sustentável e harmónico.

    No ano de 2016, a Faculdade de Economia e Gestão é a que mais licenciados apresentou, mais de 170, a Faculdade de Engenharia fez sair os seus primeiros engenheiros de petróleos, a Faculdade de Ciências Humanas licenciou os primeiros sociólogos e a Faculdade de Teologia, pelo segundo ano consecutivo, fez sair os seus teólogos.

     No CCB estiveram mais de 2 mil pessoas, entre membros do corpo reitoral, representante do Ministro para o Ensino Superior, outros convidados, familiares, professores da UCAN, funcionários administrativos e estudantes. 

     
  • O professor e Investigador do Centro de Estudos e Investigação Científica (CEIC) da Universidade Católica de Angola (UCAN), Dr. Francisco Paulo, participou, em representação do Director do CEIC, na Conferência anual da Associação de Economistas da Namíbia (EAN), sobre “Integração Regional – Oportunidades para a Namíbia”, que decorreu no dia 12 de Julho, em Windhoek.

    O Dr. Francisco Paulo falou sobre “Perspectivas Económicas para Angola e oportunidades para uma estreita integração regional”, focando-se em três aspectos: produção interna, a influência do preço do petróleo no crescimento económico de Angola e o comércio externo. A apresentação do Dr. Francisco Paulo foi bastante aplaudida pela audiência e elogiado pelo Director da EAN que, em um email enviado para o orador, afirmou que “a apresentação deu um contributo substancial ao evento e mereceu avaliação positiva dos participantes”.

    A conferência foi realizada com objectivo de preparar as autoridades namibianas para o processo de integração regional à zona de comércio livre da SADEC e dar a conhecer a realidade angolana. A Namíbia, o Botswana, o Lesotho, a Swazilândia e a África-do-Sul fazem parte da União Aduaneira que funciona desde 1910 e tem por objectivo, a instituição de uma pauta aduaneira única, bem como a isenção de taxas nas transações comerciais. Desde 2007 que a SADEC tenta institucionalizar a zona de livre comércio na região. Angola voltou a adiar a sua integração para 2020.

    A Conferência Anual da EAN teve mais 200 participantes,  entre entidades governamentais, membros do corpo diplomático, académicos, estudantes e membros da Sociedade Civil

     
  • A Faculdade de Economia, através do seu Programa de Mestrado em parceria com a PSO Consultoria, promoveu recentemente uma Masterclass sobre “Supervisão e Regulação Bancária”. A Masterclass realizou-se na sala de mestrado e contou com a presença e abertura do Sr. Vice-Reitor para Investigação e Extensão Universitária,  Padre Doutor Jerónimo Cahinga.

    O encontro contou com a participação do responsável das equipas de supervisão do Banco Central Europeu, Professor Nuno Cassola e do Professor Samuel da Rocha Lopes, Professor da Universidade Nova School of Business and Economics de Lisboa, que falaram sobre o tema: “As crises bancárias europeias 2007-2017. Que lições para Angola?” O objectivo da Masterclass foi o de apresentar um estudo sobre o potencial da banca angolana seguido dos desafios da supervisão e do case-study (workshop) sobre a supervisão europeia.

    Participaram do encontro cerca de 40 pessoas, entre estudantes do mestrado e docentes da Faculdade de Economia e Gestão da Universidade Católica de Angola.

     
  • A Faculdade de Teologia da Universidade Católica de Angola lançou o livro “Existe História sem Deus e Deus sem História?” do Padre Apolinário Hilemusinda, professor na Faculdade de Teologia. A referida cerimónia contou com a abertura da Vice-Reitora para Área Académica da UCAN, Dra. Maria Helena Miguel, em representação do Magnifico Reitor da UCAN, Reverendo Padre Doutor José Vicente Cacuchi.

    Esteve presente no evento, o Bispo auxiliar de Luanda, Dom Zeferino Zeca Martins, o Secretário-Geral da Nunciatura Apostólica,  Pe. Piter Sykora, além de membros do Corpo Reitoral da UCAN,  de outras instituições de ensino superior, representantes de instituições públicas e privadas, funcionários da UCAN, docentes e estudantes.

    No seu discurso, a Vice-Reitora que começou por desejar as boas-vindas aos demais convidados e  salientou que o título da obra desperta a curiosidade de se buscar resposta ou conhecer a perspectiva do autor em torno desta matéria.

    Na ocasião, o Vice-decano da Faculdade de Teologia, Padre Dr. Eurico Bacelar Satumbu, reconheceu o esforço do autor e o seu compromisso com a pesquisa encorajando os demais docentes da referida unidade orgânica a trilharem pelo mesmo caminho.

    O prefaciador da referida obra, Dom Zeferino Zeca Martis, bispo auxiliar de Luanda, realçou a ousadia do autor em analisar nas entrelinhas da obra literária o pensamento teológico de um dos grandes pensadores da Igreja do tempo actual, Walter Kasper.

    A apresentação da obra esteve a cargo do Magnífico Reitor do Seminário Teológico Arquidiocesano do Lubango,  Padre Doutor Joaquim Nhanganga Tyombe.

    Como não podia deixar de ser, o autor de “Existe História sem Deus e Deus sem História”, tomou a palavra e esclareceu que o livro é resultado de várias entrevistas que fez ao Cardeal Walter Kasper depois de ter lido cinco das suas obras literárias nomeadamente “Fé e História”, “Introdução à Fé”, “Jesus o Cristo”, “O Deus de Jesus Cristo” e “Para lá do Conhecimento”.

     
  • A Faculdade de Direito da Universidade Católica de Angola realizou no dia 13 de Julho, a cerimónia de lançamento do livro A Boa Governação e o Poder Executivo na Constituição de Angola: Questões constitucionais do Presidencialismo em Angola e contributos para um melhor controlo político da governação”, da autoria do Dr. Leandro Ferreira.

    A Cerimónia, que decorreu na Praça de Alimentação, pelas 15 horas, foi aberta Vice-Reitor para Investigação e Extensão Universitária,  Padre Doutor Jerónimo Cahinga, em representação ao Magnífico Reitor da UCAN,  Padre Doutor José Vicente Cacuchi. Nas suas palavras, o sacerdote elogiou o autor e incentivou os demais docentes a apostarem na pesquisa científica e na divulgação dos dados resultantes da mesma. “Olhando há alguns anos atrás, eu vejo o jovem Leandro, um estudante da UCAN acumulado de prémios todos os anos porque sempre esteve no quadro de honra. Por isso encorajo, pois, todos os demais professores desta instituição e não só, a fazerem esforços e todos os sacrifícios possíveis para enveredarem pelo mesmo caminho da pesquisa e da divulgação dos dados resultantes da mesma, só assim valorizamos a nós mesmo e a nossa instituição”, disse o responsável.

    No acto, a Decana da Faculdade de Direito, Dra. Márcia Nigiolela, sublinhou que o manual é o quarto a ser apresentado pela instituição que dirige e, propositadamente, permite maior exposição internacional do conhecimento produzido no país.

    A obra apresentada pelo Juiz Conselheiro do Tribunal Constitucional, Dr. Onofre dos Santos, aborda questões referentes à organização do poder executivo na Constituição da República de Angola aprovada em 2010, mais concretamente, o sistema de governo e as relações do titular do poder executivo com o poder legislativo, dando algum enfoque aos mecanismos para melhorar a referida relação. O Magistrado reconhece que a obra surge num momento oportuno devido a situação política que país atravessa actualmente, que é o processo eleitoral.

    Por sua vez o autor da obra, Dr. Leandro Ferreira, agradeceu aos presentes, homenageando particularmente, o Dr. Adérito Correia (in memória) pelo seu contributo durante os primeiros anos de carreira profissional.

    Testemunharam ao acto o Presidente do Tribunal Constitucional, Dr. Rui Ferreira, a Procuradora-Adjunta da República, Dra. Margarida Gonçalves, os Vice-Reitores da UCAN, Dra. Maria Helena Miguel e Padre Doutor  Jerónimo Cahinga, representantes de instituições públicas e privadas, familiares e amigos, docentes da UCAN e estudantes.

Mais artigos...

Siga-nos

Estamos nas Redes Sociais. Siga-nos dando um click.

Quem está em linha?

Temos 267 visitantes e sem membros em linha

Está em... Home Pages Extensions Modules Content Modules