Centro Fé e Cultura junta várias sensibilidades para reflectirem sobre carta encíclica Laudato Si

O Centro Fé e Cultura da Universidade Católica de Angola realizou hoje, terça-feira, uma conferência sobre a Carta Encíclica do Papa Francisco “Laudato Si: o cuidado da casa comum”.

A cerimónia de abertura foi presidida pelo Magnífico Reitor, Pe. Doutor José Vicente Cacuchi, que chamou atenção no seu discurso de saudação, para a reflexão proposta por sua santidade sobre a questão do papel do homem na administração dos recursos da terra e da sua relação com as outras espécies, referindo por isso, que o documento deseja combater a consciência do homem que se considera dono para o homem que deve ser um cuidador.

A Carta Encíclica foi apresentada pelo bispo de Caxito e Presidente da Comissão Episcopal de Justiça e Paz, Dom Francisco Jaka que chamou atenção para actualidade do documento para Angola, citando as queimadas, o lixo, e a vida pelo “vido, asfalto e betão” de que se constroem muitas das nossas cidades, ficando o humano privado do verde e da natureza, com consequências sobre a qualidade de vida.

Foram conferencistas, o sociólogo Cornélio Bento, membro da Comissão Episcopal de Justiça e Paz, o Dr. José do Amaral professor na Faculdade de Economia, na disciplina de Economia Ambiental e o Dr. Carlos Cadete, Director do Gabinete de estudos, planeamento e estatísticas do Ministério do Ambiente. Seja na perspectiva de uma ecologia integral, de uma encíclica social, ou de uma proposta de economia de desenvolvimento sustentável aos planos concretos do governo angolano em matéria de ambiente, os prelectores procuraram oferecer uma visão concreta e actual da sobre o assunto.

Estiveram ainda presentes os demais membros da Reitoria, o bispo auxiliar de Luanda, Dom Zeferino Zeka Martins, o chanceler da Arquidiocese de Luanda, Pe. António Lumguieki, padres, madres, professores, agentes de pastoral, estudantes, familiares e interessados.