Universidade Católica de Angola apresenta 452 licenciados a sociedade

Outorga20131

A Universidade Católica de Angola licenciou 452 homens e mulheres. A cerimónia de outorga do grau de licenciatura realizou-se nesta terça-feira 26 de Agosto, e foi marcada pela reza da missa de acção de graças e bênção das faixas, às 8h30 e a Cerimónia de atribuição do Grau, no Centro de Conferencias de Belas, no futungo II, às 15h30.

A cerimónia começou com um minuto de silêncio pelo passamento físico da estudante Leila Arieiro Pinheiro, finalista de direito. Seguiu com muita alegria e entusiasmo na presença do Magno Chanceler da UCAN, Dom Manuel Imbamba, do Magnífico Reitor da UCAN, Pe. Doutor Vicente Cacuchi, do Vice-Reitor (e decano da Faculdade de Teologia) para a Investigação e Extensão, Pe. Doutor Jerónimo Cahinga, da Vice-Reitora para a Área Académica, Mestre Maria Helena Miguel, do Secretário-Geral, Dr. Laurindo Miji Viagem, pelo Ministro do Ensino Superior Dr. Adão do Nascimento, do Ministro da Administração do Território, Dr. Bornito de Sousa, dos Decanos das Faculdades de Direito, Mestre Márcia Nigiolela, de Economia, Dr. Justino Pinto de Andrade, de Engenharia Engº Manuel Menezes, de Ciências Humanas, Dr. António Costa; e pelos directores dos Institutos Superiores de Ciências da Saúde, Mestre Wind Duarte, Dom Bosco,  Irmão Mestre Chivinda Capingala, e João Paulo II, irmã Doutora Maria da Assunção, além de outras autoridades religiosas, governamentais, judiciais, académicas e militares de Angola.

Outorga20132

Os licenciados iniciaram a festa já na missa, onde puderam agradecer a Deus pelo percurso, rezar pelos seus colegas falecidos e pedir bênçãos para a vida profissional.

No Futungo, a festa continuou muito animada com a actuação musical de Celsio Mambo. Na ocasião não faltou a necessária reflexão sobre a formação. Coube ao Ministro da Administração do Território e professor da UCAN de Direito Constitucional abordar a questão da “Parceria entre o Estado, a Universidade e a Sociedade para o desenvolvimento e modernização de Angola”, onde questões sobre a qualidade da formação, nos professores e alunos foi recorrente.

 

Outorga20133

O Dr. Bornito trouxe ainda uma análise sobre o plano de formação de quadros e a intervenção estratégica do Estado e das Universidades na formação humana e profissional.

A cerimónia continuou animada pelo cantor lírico angolano, Celsio Mambo que interpretou clássicos angolanos como “Nzaji”, “Muxima”, e estrangeiros como “Com te partiro” de Andrea Bucelli, e “O Sole mio” de Luciano Pavarotti.

Naltura da entrega dos diplomas, os estudantes desfilaram, tiraram fotos e vibraram bastante, entre palmas, gritos, ovações e assobios. Houve até dança, por uma estudante do ISUP.


Siga-nos

Estamos nas Redes Sociais. Siga-nos dando um click.

Quem está em linha?

Temos 19 visitantes e sem membros em linha